PF prende integrante da quadrilha da etiqueta

2 leitura mínima
PF prende integrante da quadrilha da etiqueta

A Polícia Federal prendeu, na manhã desta quinta-feira (6), uma integrante da quadrilha que trocava etiquetas de bagagens e enviou uma mala com 40 quilos de cocaína, que resultou na prisão de duas brasileiras, na Alemanha, no início de 2023.

A prisão é resultado em mais uma ofensiva contra uma organização criminosa especializada no tráfico internacional de drogas via aeroporto Internacional de Guarulhos.

O mandado de prisão, expedido pela 6ª Vara Federal de Guarulhos, foi cumprido durante a manhã desta quinta-feira (6). Segundo a PF, a mulher era a última integrante da organização criminosa identificada pela investigação que estava em liberdade.

Com essa prisão, o total de membros da organização criminosa presos chega a 17 pessoas. Entre os detidos estão ex-funcionários de empresas que prestavam serviços acompanhias aéreas e os donos da droga.

Investigações contra o tráfico internacional de drogas

As investigações começaram a partir da apreensão de uma mala contendo 21 kg de cocaína em fevereiro, no Aeroporto de Brasília. Essa mala tinha como destino a cidade de Joanesburgo, na África do Sul. A Polícia Federal (PF) conseguiu estabelecer uma conexão com os funcionários envolvidos no esquema, que atuavam no Aeroporto Internacional de Guarulhos.

Os presos faziam parte do esquema de etiquetagem e movimentação de bagagens a partir do check-in. A PF também identificou uma mulher que foi vista entregando a mala com a droga aos envolvidos, fortalecendo a ligação entre os membros da organização criminosa e as operações realizadas nos aeroportos.

Desde o ano passado, a PF já descobriu casos de brasileiros que foram presos no exterior vítimas do grupo. Duas brasileiras, de Goiânia, Kátyna Baía e Jeanne Paolini, conseguiram provar na Justiça da Alemanha que eram inocentes, com base nas investigações da PF, e foram soltas.