21/03/2024 às 12h01min - Atualizada em 22/03/2024 às 00h01min

Março Azul Marinho: hospital de Belo Horizonte prepara mutirão para combater câncer de intestino

Evento acontece no Hospital Felício Rocho e é exclusivo para pacientes

Naves Coelho
iStock
Ao longo do mês de março, ocorre a campanha Março Azul Marinho, que difunde a importância de conscientizar a população sobre da prevenção e combate do câncer colorretal. Característico por acometer o intestino, cerca de 45 mil brasileiros sofrem com a doença anualmente, segundo a Fiocruz.
Essas estatísticas colocam o câncer colorretal como o terceiro mais incidente no Brasil. Os sintomas são diversos e podem variar de acordo com a região do órgão onde ocorreu o acometimento. Desde diarreia a constipação intestinal, a melhor forma de identificar a doença é o acompanhamento precoce ao lado de um médico especialista.
“A doença surge com o crescimento anormal das células do intestino, que formam pólipos dentro do cólon ou reto, e que, se não forem removidos, continuam crescendo podendo levar ao câncer. A prevenção do câncer colorretal pode ser feita com a remoção dos pólipos através do exame de colonoscopia”, explica Dra. Cristiane Koizimi, médica coloproctologista do Hospital Felício Rocho.
Para conscientizar sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce, todos os anos é feita uma campanha para informar a população. Como parte dessa iniciativa, o Hospital Felício Rocho realizará um mutirão de colonoscopia, exame essencial para o diagnóstico da doença, gerando um prognóstico de tumores iniciais aos pacientes. Serão cinco salas dedicadas aos pacientes da Instituição, com capacidade para realizar até 40 exames.
“Torcemos para não encontrar nada, mas sempre é importante lembrar que a colonoscopia é fundamental para a prevenção da doença, uma vez que em sua totalidade os tumores de intestino vêm de pólipos que, em sua maioria, podem ser removidos durante a realização do próprio exame, o que, com a remoção, elimina a necessidade de cirurgia e a possibilidade do surgimento do câncer”, justifica a médica.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://jornalfluminense.com.br/.