07/03/2024 às 21h50min - Atualizada em 08/03/2024 às 00h00min

Blue Zones: Qual o segredo da longevidade dos povos que vivem mais de 100 anos

Não é apenas um fator e sim um conjunto de hábitos que favorece a longevidade e que nós também podemos aplicar, explica a cirurgiã plástica especialista em rejuvenescimento, Dra. Elodia Ávila

Fabiano de Abreu
© Divulgação/Freepik

Nas últimas décadas a expectativa de vida humana tem passado por um grande crescimento. No entanto, em meio a essa tendência, há locais que se destacam como verdadeiros oásis da longevidade, nos quais não é incomum encontrar pessoas que ultrapassam a marca dos 100 anos de vida. 

Essas regiões, conhecidas como Blue Zones, como a Okinawa, no Japão, Ikaria, na Grécia e Sardenha, na Itália, têm intrigado especialistas em longevidade, que dedicam seus esforços para desvendar os segredos por trás desse fenômeno que, de acordo com a cirurgiã plástica especialista em rejuvenescimento, Dra. Elodia Avila, não se resume a apenas um hábito.

Ao contrário do que muitos acreditam, não há apenas um fator que faça você ‘esticar’ magicamente seus anos de vida, e sim um conjunto de hábitos que tornam sua vida mais saudável e estimulam a longevidade”, explica.

Afinal, qual o segredo da longevidade das Blue Zones?

01 - Dieta saudável e balanceada: “Nas Blue Zones, a alimentação baseada em elementos naturais, como vegetais, frutas, legumes e grãos integrais, é predominante. Além disso, ela é pobre em proteínas animais e rica em carboidratos, mas não carboidratos simples, como arroz branco e pão, eles também incluem muito açafrão e azeite de oliva na alimentação”, explica Dra. Elodia Ávila.

02 - Atividade física incorporada na rotina: “O estilo de vida ativo também é uma constante nas Blue Zones. Os moradores dessas regiões tendem a integrar atividades físicas naturais em suas rotinas diárias, seja através da jardinagem, caminhadas diárias, subida de escadas ou outras formas de movimento que não sejam apenas movimentos repetitivos”, conta.

03 - Vínculos sociais fortes: “Os relacionamentos são elementos muito valorizados nas Blue Zones. A proximidade com a família, amigos e comunidade é muito presente e oferece um suporte emocional e social, contribuindo para uma vida mais longa e saudável”.

04 - Gerenciamento do Estresse: “Nessas regiões, os moradores costumam evitar situações de estresse, através de meditações, orações, suporte da comunidade, atividades de lazer, entre outras, que ajudam a evitar o estresse, que é um catalisador para problemas relacionados à qualidade do envelhecimento”.

05 - Propósito de Vida: “Nas Blue Zones há um conceito chamado ‘Ikigai’ que significa ‘porque acordo de manhã’, ou seja, ter um propósito de vida, algo que te motive a realizar suas tarefas diárias e a viver. Seja através do trabalho, atividades voluntárias ou conexão com a natureza, ter um motivo para acordar de manhã contribui para a longevidade”, afirma a Dra. Elodia Ávila.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://jornalfluminense.com.br/.