05/03/2024 às 22h32min - Atualizada em 06/03/2024 às 00h01min

Dia Mundial da Obesidade: 20% dos cânceres poderiam ser evitados com a perda de peso

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), 40% dos casos de câncer poderiam ser evitados se os pacientes evitassem os fatores de risco no dia a dia. 

Fabiano de Abreu
© Divulgação
4 de março, marca o Dia Mundial da Obesidade, uma data criada para aumentar a conscientização sobre uma epidemia global que afeta milhões de pessoas em todo o mundo. A comorbidade diminui a qualidade de vida e aumenta o risco de desenvolver diversas outras doenças. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), 40% dos casos de câncer poderiam ser evitados se os pacientes evitassem os fatores de risco no dia a dia. 
 
De acordo com o médico  Dr. Vital Fernandes Araújo, a condição é caracterizada pelo acúmulo excessivo de gordura corporal, e não apenas aumenta o risco de doenças mas também está intimamente ligada ao desenvolvimento de vários tipos de câncer, incluindo câncer de mama, cólon, rim, pâncreas e esôfago. 
 
Vital afirma que nossos hábitos de hoje constroem a saúde de amanhã. “A má alimentação, sedentarismo, ingestão de bebidas alcóolicas, consumo alimentos ultraprocessados e pouca ingestão de água aumentam o risco de desenvolver diversas doenças além da obesidade, como doenças cardiovasculares, pedras nos rins, insuficiência renal, esteatose hepática não alcoólica, cirrose, constipação, síndrome do intestino irritável, depressão e ansiedade. Ainda, a obesidade aumenta os riscos de doenças como osteoartrite, diabetes tipo 2 e problemas de saúde óssea”, alerta o profissional. 
 
A Agência Internacional de Pesquisa em Câncer analisou diversos estudos em 2016, coletando evidências que comprovaram que a ausência de gordura corporal excessiva reduz o risco de câncer. A OMS também estima que 20% de todos os cânceres possuem alguma relação com a obesidade, alertando sobre os riscos de saúde associados a essa condição. 
 
Os mecanismos subjacentes a essa associação são complexos, mas incluem inflamação crônica, desequilíbrios hormonais e resistência à insulina, todos os quais podem promover o crescimento de células cancerígenas. A boa notícia é que a obesidade é uma condição evitável e tratável. O médico compartilha algumas dicas importantes para prevenir a obesidade e reduzir o risco de câncer: 
 
1. Mantenha uma dieta saudável: 
 
Priorize alimentos ricos em nutrientes, como frutas, legumes, grãos integrais e proteínas magras, enquanto limita a ingestão de alimentos processados, açúcares adicionados e gorduras saturadas. 
 
2. Exercite-se regularmente:
 
O exercício físico regular não apenas ajuda a controlar o peso, mas também reduz o risco de câncer. Tente incorporar pelo menos 150 minutos de atividade aeróbica moderada por semana, como caminhar, correr, nadar ou andar de bicicleta. 
 
3. Evite o consumo de álcool e tabaco:
 
Evitar essas substâncias é importante para controlar a obesidade devido às calorias vazias fornecidas pelo álcool, que podem levar ao ganho de peso com poucos nutrientes. Além disso, o consumo de álcool pode afetar o metabolismo e influenciar os sinais de fome e saciedade, levando a escolhas alimentares menos saudáveis. O tabagismo também pode influenciar negativamente os hábitos alimentares e a saúde metabólica, tornando mais difícil o controle do peso. O consumo excessivo de ambos está fortemente associado a vários tipos de câncer. Limitar ou evitar essas substâncias pode reduzir significativamente o risco. 
 
4. Mantenha um peso saudável:
 
Mantenha-se dentro de uma faixa de peso saudável para sua altura e estrutura corporal. Se você estiver com sobrepeso ou obeso, converse com um profissional de saúde sobre estratégias eficazes para perder peso de forma segura e sustentável. 
 
Além da prevenção, é essencial que aqueles que já estão lutando contra a obesidade recebam o suporte necessário para gerenciar sua condição. Isso pode incluir orientação nutricional, apoio psicológico, programas de exercícios supervisionados e, em alguns casos, medicamentos prescritos por um médico. O Dia Mundial da Obesidade serve como um lembrete de que a obesidade não é apenas uma questão estética, mas sim uma questão de saúde pública com sérias ramificações. Ao adotar um estilo de vida saudável e procurar tratamento quando necessário, podemos reduzir o impacto da obesidade em nossa saúde e bem-estar.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://jornalfluminense.com.br/.