28/02/2024 às 15h25min - Atualizada em 02/03/2024 às 00h01min

O que é flexibilidade de aprendizado?

Executiva do Atendimento Corporativo do Senac São Paulo explica o conceito e sua importância para o crescimento de empresas e organizações

Redação
Divulgação
Flexibilidade de aprendizado é um conceito que vem ganhando cada vez mais relevância nesta era digital em que vivemos. Neste contexto, com o avanço da tecnologia e a facilidade de acesso à informação, as pessoas têm buscado maneiras mais flexíveis de adquirir conhecimento e desenvolver novas habilidades, seja para crescimento no âmbito pessoal ou profissional.

De acordo com Fernanda Gomes Bento, executiva de contas do Atendimento Corporativo do Senac São Paulo, a ideia de flexibilidade de aprendizado se refere à capacidade de adaptar diversos métodos, recursos personalizados e tecnologia para adquirir conhecimento e desenvolver habilidades. “Tudo isso acontece de acordo com as necessidades e preferências individuais do aprendiz, permitindo escolhas de tempo, local e ritmo, facilitando a experiência de aprendizado”, explica.

Sobre a aplicação desse conceito em diferentes ambientes como os escolares e os profissionais, Fernanda indica que existem alguns pontos importantes que se distinguem entre eles. “Os objetivos e prioridades, por exemplo, são distintos. No ambiente escolar, a flexibilidade promove autonomia e autorregulação no processo de aprendizagem. No corporativo, está ligada à aquisição de habilidades específicas para melhorar o desempenho no trabalho e adaptação às demandas do mercado”, afirma.

Outro ponto destacado pela executiva diz respeito às avaliações e retornos dados em um processo de aprendizagem flexível. Na escola, essa avaliação pode incluir projetos, apresentações e autoavaliação para compreender o progresso do aluno, já  no ambiente corporativo, a avaliação é orientada para resultados tangíveis, como a aplicação das habilidades no trabalho e o impacto nas metas organizacionais.

Ainda com relação ao mundo corporativo, Fernanda acredita que o conceito e a aplicação de métodos de flexibilidade de aprendizado podem e devem ser promovidos pelas lideranças das empresas e organizações. “Isso acontece quando se elaboram programas de treinamento que levam em conta os diversos perfis da equipe, adaptando o desenvolvimento de habilidades às necessidades específicas de cada um, em cada função desempenhada. Quando os gestores compreendem e fomentam a consciência sobre a importância e os benefícios da aprendizagem contínua, é completamente possível proporcionar uma aprendizagem significativa, flexível e personalizada”, comenta.

Para ela, em síntese, a flexibilidade de aprendizado é um ativo valioso para qualquer empresa e que deve ser incentivado. “Trata-se de um fator determinante para o sucesso das organizações em um ambiente de negócios dinâmico e competitivo, colocando-se como um elemento fundamental na construção de uma força de trabalho preparada e adaptável às demandas contemporâneas”, conclui.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://jornalfluminense.com.br/.