08/09/2023 às 16h59min - Atualizada em 10/09/2023 às 00h02min

Vamos falar da Estupidez Humana?

"Somente duas coisas são infinitas: o Universo e a estupidez humana. E não estou seguro quanto a primeira." Albert Einstein

Jô Ribes Comunicação
elson Kawakami - Foto - Ricardo Ribes
Desde a Era Agrícola, quando o ser humano começou a ter noção de patrimônio, colocamos na nossa mente o paradigma: LUXO É NECESSIDADE! Modelo que fortaleceu o TER em detrimento do SER e, durante séculos, consolidou a Estupidez Humana, que nos trouxe grandes desafios.
Zygmunt Bauman citava a Solidão e a sua consequente Infelicidade. Ryszard Kapuscinski nos alerta que: “Quando se descobriu que a informação é um negócio, a verdade deixou de ser importante”, se somarmos a crescente intolerância, que Fiódor Dostoiévski menciona no seu livro Crime e Castigo, e temperarmos com o nosso conhecimento raso de “bibliotecários” (somos rápidos em procurar fontes, mas não conseguimos estudar com profundidade como os pesquisadores) que valorizamos nos dias de hoje. Podemos imaginar a qualidade da nossa Comunicação e capacidade de dialogar sobre questões importantes?
 

Dois outros desafios estão em evidência, o Consumismo Exacerbado, que nos faz viver em um pequeno planeta... cada vez menor! E o crescimento exponencial (em número e na magnitude de seus impactos) dos riscos que a humanidade corre neste início do século XXI; Neste admirável mundo novo, que cientistas sociais têm chamado de VUCA (Volatility/Volatilidade, Uncertainty/Incerteza, Complexity/Complexidade e Ambiguty/Ambiguidade.)... Segundo o antropólogo e futurista Jamais Cascio, em transição rápida para BANI (Brittle/Frágil, tudo pode mudar e quebrar a qualquer momento, Anxious/Ansiedade, Nonlinear/Não-linear, Incomprehensible/Incompreensível, já não é mais possível encontrar respostas estáveis em dados, por exemplo: o que faz sentido hoje, pode não fazer mais sentido amanhã...).
 

Essa fragilidade é tão real, que Stephen Hawking, em suas palestras ao redor do mundo, dizia que “estamos em risco de nos  destruir por conta de nossa estupidez”. Vivemos momentos críticos, precisamos urgentemente passar da Era do Conhecimento para a Era da Sabedoria... precisamos urgentemente construir a Cultura da Sustentabilidade (ESG), através da inovação... Mais inovação tecnológica? Com certeza, mas a mudança mais importante é a do Ser Humano, com  modificações nos Modelos Mentais que hoje nos guiam: Capitalismo de Shareholder para Capitalismo de Stakeholders, Mentalidade Finita para Mentalidade Infinita, EU para NÓS, Estupidez Humana para Ética (Sabedoria).

 

“Nossas crenças se transformam em pensamentos, os pensamentos em palavras, as palavras se tornam ações e estas ações repetidas se tornam hábitos. E estes hábitos formam nossos valores e nossos valores determinam nosso destino”.

Mahatma Gandhi

*Nelson Kawakami foi CEO do GBC (Green Building Council Brasil) e autor de Sustentabilidade Corporativa: Neste Admirável Mundo Novo… Num Pequeno Planeta

 


Este conteúdo foi distribuído pela plataforma SALA DA NOTÍCIA e elaborado/criado pelo Assessor(a):
U | U
U


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://jornalfluminense.com.br/.