05/09/2023 às 22h26min - Atualizada em 08/09/2023 às 00h01min

Como fica o sexo na menopausa?

Saiba que é possível manter a intimidade mesmo na menopausa

Imprensa Plenapausa
Divulgação

Dia do sexo: como fica o sexo na menopausa?

        Durante a menopausa as mulheres experimentam uma série de mudanças físicas, hormonais e emocionais, que podem afetar a vida sexual. No entanto, não é uma regra! É bastante possível estar na menopausa e poder desfrutar da intimidade com o parceiro e preparar aquela noite picante no Dia do Sexo, que é comemorado em 6/9. Para que a mulher fique cada vez mais a vontade com seu corpo e, consequentemente, com a relação sexual, estar munida de informações a respeito da menopausa e autoconhecimento é imprescindível para que possa  aproveitar o período da melhor forma possível. 

       Na intimidade a dois, alguns casais notam uma mudança no desejo sexual da companheira devido às alterações hormonais, como a diminuição nos níveis de estrogênio, que leva a redução da lubrificação vaginal e, possivelmente, a um desconforto durante a relação sexual. Porém, existem várias formas de lidar com esses problemas.

       É importante também que os casais conversem abertamente sobre suas necessidades, preocupações e desejos durante a menopausa. Os parceiros devem ser compreensivos e entender que essas mudanças são normais e fazem parte da vida da mulher.

       Além de se informar bastante, consultar um especialista pode ser uma boa ideia, pois com base em uma análise específica e individual pode oferecer opções de tratamento para aliviar alguns sintomas físicos e emocionais da menopausa, como lubrificantes vaginais, terapias e afins. 

       Márcia Cunha, fundadora e CEO da Plenapausa, primeira femtech brasileira focada em levar informação, apoio, cuidado, tratamento e produtos para a mulher na menopausa, reforça que é preciso que a mulher se atente à sua saúde mental nesse período, focando em realizar atividades que sempre gostou de fazer, inclusive manter a intimidade com o parceiro. “A tendência é que a mulher quando entra na menopausa acredite que o sexo não será mais tão presente, não tão importante. Mas a realidade é que devido às mudanças físicas, como a diminuição da lubrificação e, consequentemente, da libido, o sexo para essa mulher ficou diferente, não quer dizer que ela não queira ou não precise. Pelo contrário! Continuar praticando a intimidade com o parceiro, mas de forma a conhecer esse novo corpo, não só fará bem fisiológicamente, como para a mente.”, comenta. 

        Fora isso, manter a relação sexual ativa nesse período traz diversos benefícios: “Quando a mulher está nessa fase, é importante ela reconhecer seu corpo, ver o que ele gosta e precisa. Para o ressecamento vaginal, é bom investir em lubrificantes à base de água. A prática sexual irá fortalecer os músculos pélvicos, evitando a incontinência urinária, além de proporcionar alívio do estresse e melhora no humor, proporcionando bem-estar.”, explica a ginecologista Dra. Natacha Machado. 

        Vale ressaltar que o mercado para a saúde e cuidados da mulher madura vem crescendo consideravelmente nos últimos anos e muitas femtechs vem surgindo para atender as demandas desse público.

       É bom lembrar também que sexo não se limita apenas à penetração. Os casais podem explorar outras formas de intimidade, como carícias, beijos, massagens e outras atividades que proporcionem prazer e conexão emocional.

      Cada casal é único e é importante que trabalhem juntos para encontrar maneiras de manter uma vida sexual satisfatória durante a menopausa e em qualquer fase da vida. A comunicação aberta, a compreensão e a exploração de novas possibilidades podem ajudar a manter a intimidade e o prazer sexual mesmo durante essa fase de transição na vida de uma mulher. 

Sobre Plenapausa

Primeira Femtech no Brasil com foco na saúde da mulher a partir da menopausa, acelerada pela Matter Health, maior hub de inovação em tecnologia para saúde dos Estados Unidos. Entendendo que hoje, no Brasil, são cerca de 35 milhões de mulheres em idade menopausal e 85% delas sentem os sintomas em maior ou menor grau. Ainda que parte do público feminino desconheça os sintomas, a Plenapausa tem como missão gerar informação, cuidado e tratamento às mulheres durante essa fase, que a partir de pesquisas e dados, busca constantemente criar soluções efetivas para esse público. 


 

Este conteúdo foi distribuído pela plataforma SALA DA NOTÍCIA e elaborado/criado pelo Assessor(a):
U | U
U


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://jornalfluminense.com.br/.