04/09/2023 às 17h15min - Atualizada em 05/09/2023 às 00h02min

Nutricionista fala da modulação intestinal

Veja dicas para intestino saudável

Marcia Dornelles Comunicação
Divulgação
Atualmente sabemos que o intestino é habitado por trilhões de microrganismos que desempenham diversas funções como: a síntese de hormônios,neurotransmissores, vitaminas, metabólitos microbianos e barreira imunológica, sendo fundamentais para o bom funcionamento do nosso organismo. 

Ouvimos falar muito sobre a disbiose e modulação intestinal e o seu impacto na saúde sistêmica. 
Mas afinal o que realmente são? 

Segundo a nutricionista Giuliana Davi da Clínica de estética Vittorio Veneto 


“A Disbiose Intestinal, de modo geral, é um termo utilizado para descrever o desequilíbrio na composição das bactérias que habitam no trato gastrointestinal, através de um estilo de vida inadequado, como o sedentarismo e dieta rica em alimento processados e ultraprocessados, estresse crônico e uso excessivo de antibióticos, são alguns dos exemplos que podem influenciar diretamente o intestino e levar ao seu desequilíbrio,contribuindo para a alteração das bactérias benéficas e patogênicas e podendo levar ao desenvolvimento de doenças, como a obesidade, diabetes mellitus, doenças cardiovasculares, distúrbios metabólicos, alergias, doenças autoimunes e doenças inflamatórias intestinais.  Além disso, estudos recentes têm mostrado como a saúde intestinal está ligada não apenas à saúde física, mas também à saúde mental. O intestino e o cérebro estão em constante comunicação através do eixo intestino-cérebro, e desequilíbrios na microbiota intestinal podem influenciar o humor, a ansiedade e a função cognitiva.

Existem diversos sintomas que relatam uma microbiota desequilibrada, como: Distúrbios gastrointestinais, como constipação, diarreia, flatulências, alteração no humor, fadiga e sensibilidades alimentares. 
 
 
Para que a nossa microbiota volte ao seu equilíbrio é necessário verificarmos a causa que levou a uma disbiose intestinal e modular o intestino através de condutas individualizadas para cada caso, sempre costumo dizer que “o que serve para um, não serve para o outro’”. Cada pessoa possui uma microbiota única, influenciada por fatores genéticos, dieta, ambiente e estilo de vida. Portanto, a modulação deve ser adaptada às necessidades individuais. A modulação intestinal de modo geral refere-se ao processo de influenciar ou ajustar a composição e atividade da flora intestinal. 

Portanto, cuidar da saúde intestinal é extremamente importante, visto que o intestino se comunica com o organismo como um todo. Eu como nutricionista já ajudei muitos “intestinos” a voltarem para o seu equilíbrio, através de uma dieta balanceada e personalizada, considerando todo o histórico de saúde e individualidade do paciente.  Lembre-se sempre que o seu intestino está interligado com o seu corpo todo, então CUIDE muito bem dele!”    Diz Giuliana

Este conteúdo foi distribuído pela plataforma SALA DA NOTÍCIA e elaborado/criado pelo Assessor(a):
U | U
U


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://jornalfluminense.com.br/.