01/09/2023 às 13h43min - Atualizada em 03/09/2023 às 00h01min

Reunião dos conselheiros do IMED marca 10 anos da Organização Social

História do IMED passa por mais de três estados brasileiros com reconhecimento de qualidade na saúde pública

ECCO Escritorio de Consultoria em Comunicação Ltda
Foto/Divulgação IMED
O Instituto de Medicina, Estudos e Desenvolvimento (IMED), organização social que presta serviços na área da saúde e de gestão hospitalar marcou sua jornada de 10 anos com encontro do grupo de conselheiros da instituição. A reunião revisitou a trajetória de desafios, conquistas e sucessos, e contou ainda com uma cerimônia ecumênica liderada pelo conselheiro Dom Inácio da Veiga, monge beneditino que exerceu importante trabalho social em Formosa-GO.
O Instituto tem sua sede em São Paulo, mas sua história frente à gestão de unidades de saúde também passa por outros estados brasileiros. Sempre com fortes preocupações em oferecer o melhor à população, o IMED tem como missão conceber e executar projetos que proporcionem bem-estar, saúde, cidadania e dignidade às pessoas, com atuação de profissionais qualificados, comprometidos com a boa prestação de serviços, humanização e a ética.

Amazonas
O IMED atuou de 2014 a 2018 no estado do Amazonas, na gestão do Hospital Delphina Aziz – e por quase quatro anos ofereceu atendimento a mais de 820 mil pacientes, em especial em serviços de urgência e emergência adulto e infantil, além de atuar nas especialidades de pediatria, clínica médica e cirurgia geral, além de serviço laboratorial e um Centro de Diagnóstico, com benefícios para a população através de exames laboratoriais, de imagem e testes ergométricos.

Minas Gerais
O IMED chegou ao estado de Minas Gerais em 2018 para fazer a gestão de 29 unidades de saúde da atenção primária do município de Alfenas – administrando ambulatórios, postos de saúde familiares (PSFs), centro de atenção psicossocial (CAPS), serviços residenciais e terapêuticos e centro de convivência e cultura.
Com um olhar voltado para as questões sociais e a humanização do atendimento, o IMED seguiu ampliando e qualificando o acesso aos serviços de saúde pública e de qualidade na cidade mineira. Alfenas chegou a assumir o quarto lugar entre os melhores atendimentos pelo Sistema Único de Saúde do estado após o IMED assumir a administração de parte do atendimento ofertado pelo município.

Goiás
Já em 2019, o IMED começou sua cronologia no estado de Goiás. O Instituto assumiu a administração do Hospital Estadual de Trindade (Hetrin), que já passou por várias especialidades e hoje conta com o atendimento porta aberta do pronto-socorro, além de clínica médica e clínica cirúrgica especializada em cirurgias eletivas. O Hospital se tornou referência durante a pandemia de Covid-19 no tratamento da doença e, após, voltou para o atendimento regular com 10 leitos de UTI e 46 leitos em clínicas médica e cirúrgica.
Sob administração do IMED, a unidade do governo de Goiás passa por obras de reforma e ampliação, que vai triplicar o Hospital em área construída, aumentando o número de leitos e os serviços disponibilizados para a população local. O mais recente sucesso da unidade foi a certificação como Acreditado Pleno, da Organização Brasileira de Acreditação (ONA 2), um título que representa a responsabilidade da instituição e dos profissionais com a excelência do serviço prestado.
Ainda durante a época da pandemia da Covid-19, o IMED assumiu junto à Secretaria de Saúde de Goiás um hospital com 100% dos atendimentos voltados ao combate à covid-19, o Hospital Estadual de Luziânia (HEL). Para a assunção do hospital de campanha, o IMED atuou objetivamente com a urgência que a situação demandava, fornecendo a estrutura necessária e contratando um quadro de 138 funcionários em apenas 8 dias para dar início aos atendimentos.
No final de 2020, o hospital foi  premiado nacionalmente pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF), por meio do projeto Craques da Saúde, que reconheceu o atendimento prestado à população pela quantidade de altas, chegando a mais de dois mil pacientes recuperados da covid-19. Outro reconhecimento foi a acreditação com o selo pleno ONA 2 recebido pela unidade, o único hospital de campanha do Brasil a receber a certificação.
Ainda durante a pandemia, o IMED assumiu a gestão de mais um hospital goiano, o Hospital Estadual de Formosa (HEF), que em cenário semelhante ao Hetrin realizava atendimentos aos pacientes de Covid-19, além de manter seus serviços de urgência e emergência do pronto-socorro e manter em funcionamento suas especialidades. Desde sua assunção no HEF, o governo do estado e o IMED melhoraram o atendimento e a  infraestrutura da unidade, que atualmente é o único hospital público do entorno de Brasília com vagas de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), além da evolução técnica para a realização de cirurgias de média e alta complexidade nas áreas de ginecologia, ortopedia e cirurgia geral. Atualmente, a unidade de Formosa também passa por obras de reforma e ampliação – mais do que dobrando o número de leitos.
No período de 2020 a 2022, o IMED gerenciou ainda o Hospital Estadual de São Luís de Montes Belos (HSLMB), que se tornando referência no atendimento ambulatorial, emergencial e cirúrgico para as cidades do oeste goiano. Durante o primeiro ano sob gestão do Instituto, o hospital realizou mais de 33 mil atendimentos no pronto-socorro e mais de 400 cirurgias eletivas.
Outra grande conquista do IMED junto ao governo de Goiás foi o início da gestão do Hospital Estadual do Centro-Norte Goiano (HCN), em Uruaçu, região norte do estado. A unidade do governo  realiza atendimentos de média e alta complexidade, contando com 300 leitos, sendo referência para cirurgia de trauma, neurocirurgia, maternidade de alto risco e oncologia. O Gigante do Norte, como é conhecido na região, foi a primeira unidade da rede estadual a ter um centro de oncologia.

Sucesso de gestão
De acordo com o conselheiro  Miguel Tortorelli, apesar de todas as ações realizadas pela instituição, quem escreve a história do IMED e representa todo o sucesso dos 10 anos são os colaboradores. “A dedicação de quem está nos hospitais é que faz a diferença. A dedicação, o comprometimento dos colaboradores que procuram fazer sempre o que a população mais precisa, entregando um serviço público com atendimento de qualidade”, diz o conselheiro. “Nossa história, porém, ainda nem se iniciou: novos projetos virão e não nos falta entusiasmo para trabalhar”, ele completa.
A organização zela pelo bem-estar dos usuários do SUS em todas as unidades que administra e com seriedade comemora esse grande marco em seu trajeto.

Este conteúdo foi distribuído pela plataforma SALA DA NOTÍCIA e elaborado/criado pelo Assessor(a):
U | U
U


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://jornalfluminense.com.br/.