31/08/2023 às 16h33min - Atualizada em 02/09/2023 às 00h03min

Evento de trade marketing reúne 1,5 mil profissionais varejistas em São Paulo

Trade Connection
DIVULGAÇÃO
Criado com a finalidade de apresentar as estratégias de trade marketing elaboradas pela  indústria e pelo varejo, sob a ótica dos grandes líderes do segmento, o Trade Connection reuniu na terça-feira (29 de agosto), mais de 1.500 profissionais do varejo alimentar no Pro Magno Centro de Eventos, em São Paulo.

Com mediação de Sergio Alvim, CEO da SA+ Ecossistema de Varejo, e Eduardo Jaime, sócio-fundador da SA+ Trade, o evento proporcionou aos participantes a possibilidade de reciclar seus conhecimentos e obter por meio de painéis e debates os segredos para um trade marketing de sucesso. 

“Tratou-se de um evento fundamental para o desenvolvimento de boas práticas com o mercado e, principalmente, sobre a importância de se conhecer o consumidor e poder oferecer a ele uma proposta de valor agregado cada vez maior”, destacou  Camila Assis, head de marketing e comunicação externa do Grupo Nós (OXXO e Shell Select). 

No Trade Connection, a maioria dos convidados foi unânime em afirmar que é preciso sinergia constante entre o varejo e a indústria e a proximidade entre essas duas pontas é uma jornada que se constrói com base na confiança e em dados. Afinal, hoje vivemos na era da informação e qualquer ação deve gerar retorno para o fornecedor, para o supermercado e ao shopper, através da satisfação de suas necessidades.

“É preciso ter clareza na proposta de valor do cliente e, principalmente, ter um time dedicado e que saiba fazer o uso da inteligência de dados para executar com assertividade qualquer estratégia de trade marketing”, destacou Marcos Samaha, CEO do Tenda Atacado, que fatura por ano R$ 6,5 bilhões, com atuação apenas no modelo de lojas cash & carry. 

Outro ponto importante levantado durante o evento por Tirso Mello, Brazil Sales VP da Procter & Gamble, é a importância de se fazer investimento em ações que desenvolvam categorias a fim de colaborarem com o aumento da penetração, do uso e do valor agregado de alguns produtos. 

Como o trade marketing é uma estratégia que colabora na construção do valor de uma marca, o varejo precisa conhecer quem são seus shoppers e quais as ações que devem ser tomadas para atender às suas necessidades, além de contribuir para a melhoria da sua jornada de compra. “Cada shopper é único e o CRM precisa não saber apenas quantos são, mas sim, quem são os seus clientes”, destacou Antonio Marcos dos Santos, diretor de Trade Marketing do Grupo Pereira, que fatura R$ 11,2 bilhões por ano.

Para Ricardo Piccoli, Sr. Director - Special Channels & Trade da Heineken, hoje o trade marketing precisa planejar e medir o incremento de vendas a curto e longo prazo e o impacto da percepção de marca; elaborar estratégias para a formação de marcas no PDV e não criar apenas canais de venda digital, mas saber como o digital afeta a jornada de compra do shopper. “A sustentabilidade é outro ponto que precisa ser levado em consideração, haja vista que já é uma tendência do consumidor analisar antes da compra o impacto que um determinado produto ou marca exerce sobre o meio ambiente”, ressaltou Piccoli.

“A primeira edição do Trade Connection foi um sucesso e podemos afirmar que este evento foi criado especialmente para transformar, criar conexões e impulsionar excelentes resultados para todas as partes envolvidas: a indústria, o varejo e o consumidor”, finalizam os idealizadores, Sergio Alvim e Eduardo Jaime.

Perfil do mercado varejista

O setor supermercadista chega a faturar por ano cerca de R$ 695 bilhões  e 85% do segmento (atacarejos, hipermercados e todos os modelos de supermercados existentes), não têm uma área estruturada de trade marketing, uma situação bastante diferente da indústria que movimenta por meio dessa estratégia cerca de R$ 28 bilhões anualmente em iniciativas trade dentro do varejo alimentar. 

Tais ações passam por degustações, comunicações no PDV, estratégias para melhor exposição de produtos nas gôndolas, CRM, comunicação digital e e-commerce, que além de otimizar a visibilidade da marca, melhora a jornada de compras do cliente e impulsiona suas vendas.  O gestor que não possui uma visão ampla voltada para a importância dessa área perde oportunidades de potencializar ainda mais seus negócios. 

Este conteúdo foi distribuído pela plataforma SALA DA NOTÍCIA e elaborado/criado pelo Assessor(a):
U | U
U


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://jornalfluminense.com.br/.