29/08/2023 às 13h12min - Atualizada em 01/09/2023 às 00h02min

O espetáculo “O Sumiço da Yara” traz o folclore nacional com foco na natureza para crianças em Mogi Mirim (SP)

O projeto realiza duas apresentações na escola municipal “Professora Helena dos Santos Alves” do município

Da redação
Crédito: Lumax Produções

Com o objetivo de conscientizar as crianças de Mogi Mirim (SP) sobre a importância da preservação do meio ambiente, a peça infantil “O Sumiço da Yara” acontece gratuitamente no dia 4 de setembro na escola municipal “Professora Helena dos Santos Alves”. O espetáculo une personagens do folclore brasileiro e assuntos sobre como cuidar da natureza.

 

Na peça, os amigos Saci e Curupira são admiradores da sereia Yara, que encanta a floresta amazônica com sua bela voz. Certo dia, eles notam que Yara não está mais cantando e ficam preocupados. Enquanto a procuravam, recebem a visita do espírito da floresta, a índia Apoena, que na linguagem indígena significa “aquela que enxerga longe”. Apoena informa que a floresta corre muito perigo, pois um espírito destruidor está chegando para acabar com a natureza com fogo e poluição, e os animais, sem o verde da floresta e água, podem ser extintos.

 

A partir dessa informação, o Saci e o Curupira iniciam uma missão para resgatar a Yara e combater o espírito destruidor que pode ter causado o sumiço da sereia e ainda quer acabar com a floresta amazônica. A peça conta ainda com intérprete de libras e monitor que irá auxiliar o público e participantes que possuam alguma deficiência.

 

Segundo dados da MapBiomas, entre 2016 e 2021, a devastação de Terras Indígenas aumentou 41 vezes. Projetos como “O Sumiço da Yara” enfatizam a importância da discussão desse tema desde a infância.

 

O folclore brasileiro é um conjunto de mitos, lendas, brincadeiras, danças, festas, comidas típicas, que tem como principal origem a cultura indígena e possui alguns aspectos das culturas portuguesa e africana. A Yara, o Saci e o Curupira são alguns dos personagens mais conhecidos das lendas folclóricas.

 

No dia 22 de agosto foi celebrado o Dia do Folclore no Brasil. A data tem o intuito de alertar sobre a importância das manifestações folclóricas para a nossa cultura, já que o folclore é um dos elementos que ajudou a criar uma identidade do povo brasileiro.


Por meio da Lei de Incentivo à Cultura, o projeto “O Sumiço da Yara” tem a produção da Walkmar Produções, apoio da Vida Flat e SSP Produções e com patrocínio da Agristar e realizado pelo Ministério da Cultura, Governo Federal União e Reconstrução.

 

“Cada vez mais precisamos unir esforços em prol da preservação do meio ambiente para as gerações futuras. Nesse sentido, apoiar essa iniciativa direcionada às crianças é essencial, considerando que elas serão os cidadãos do amanhã e que, desde já, podem fazer a diferença na comunidade local com pequenas ações no dia a dia e levando essa discussão para suas famílias”, explica o Gerente de Marketing da Agristar, Marcos Vieira.

 

Sobre a Agristar:A Agristar é movida pela paixão ao campo e pelo desafio de superar limites. Com 60 anos de existência, é uma das maiores empresas do país no desenvolvimento, produção e comercialização de sementes de hortaliças e frutas. Atua no mercado profissional com as linhas Topseed Premium, Topseed, Superseed e TSV Sementes, e no segmento de jardinagem, hobby e lazer através das linhas Topseed Garden e TSV Sementes. Com capital 100% nacional e com uma ampla e moderna infraestrutura, a Agristar tem orgulho em conhecer a sua terra e assim desenvolver e testar produtos de alto desempenho. Sediada em Santo Antônio de Posse (SP), a empresa possui quatro estações experimentais e uma unidade de pesquisa e melhoramento estrategicamente localizadas nos estados de SP, MG, SC e RN, que asseguram o desenvolvimento de produtos adaptados para os mais diversos climas e regiões.

 

Sobre o Ministério: A principal ferramenta de fomento à Cultura do Brasil, a Lei de Incentivo à Cultura contribui para que milhares de projetos culturais aconteçam, todos os anos, em todas as regiões do país. Por meio dela, empresas e pessoas físicas podem patrocinar espetáculos – exposições, shows, livros, museus, galerias e várias outras formas de expressão cultural – e abater o valor total ou parcial do apoio do Imposto de Renda. A Lei também contribui para ampliar o acesso dos cidadãos à Cultura, já que os projetos patrocinados são obrigados a oferecer uma contrapartida social, ou seja, eles têm que distribuir parte dos ingressos gratuitamente e promover ações de formação e capacitação junto às comunidades. Criado em 1991 pela Lei 8.313, o mecanismo do incentivo à cultura é um dos pilares do Programa Nacional de Apoio à Cultura (Pronac), que também conta com o Fundo Nacional de Cultura (FNC) e os Fundos de Investimento Cultural e Artístico (Ficarts). Essas ações são patrocinadas pela Agristar. Lei de Incentivo à Cultura, Ministério da Cultura.

 

 

Serviço:

“O Sumiço da Yara” em Mogi Mirim (SP)
Data, horários e local:

04/09 - 10h30 e 14h00

Escola Municipal “Professora Helena dos Santos Alves”

Rua Juvenal Toledo, 120 - Jardim Maria Beatriz - Mogi Mirim, SP


Este conteúdo foi distribuído pela plataforma SALA DA NOTÍCIA e elaborado/criado pelo Assessor(a):
U | U
U


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://jornalfluminense.com.br/.