25/08/2023 às 16h26min - Atualizada em 29/08/2023 às 00h03min

O Fórum Internacional de dança sobre acessibilidade no 8º KIADA terá a presença inédita do dançarino Marcos Abranches e do diretor Elder Fraga.

Carlos Augusto Rodrigues Arruda
Youngmook Choi (diretor do KIADA 2023), equipe da Embaixada, Gabriel Thomas Dotta e Hangyeol Kim, Elder Fraga (diretor e produtor), Marcos Abranches (dançarino), Gabriela Wazlawick (produtora) e a pequena Ivy Blos.
O Fórum aconteceu no Seoul Toursim Organization no último dia 23 e contou com a presença do dançarino Marcos Abranches e do diretor Elder Fraga.
Marcos Abranches irá dividir com os participantes, um pouco da sua história de vida e de como chegou até a dança, sendo uma pessoa com diferença.
Fraga e Abranches, contam com o apoio do 8º KIADA - Korea Internacional Accessible Dance Festival 2023, do Instituto Guimarães Rosa e da Embaixada do Brasil em Seul através da Senhora Ministra-conselheira Míriam de Castro Rodrigues Leitão, Chefe dos Setores Cultural e Educacional.
Os principais temas discutidos no Fórum Internacional de dança sobre acessibilidade no 8º KIADA - Korea Internacional Accessible Dance Festival 2023. 
- Discurso sobre o ecossistema global de dança e artes acessíveis.
- Alargar o horizonte de um discurso integrado e global no domínio da dança acessível.
- Explorar os três tópicos das tendências globais da dança acessível, a criação e o funcionamento de organizações e as histórias pessoais de bailarinos com deficiência.
- Narração de histórias vibrantes e partilha de experiências das equipes internacionais. convidadas do KIADA2023 para promover o discurso sobre dança profissional com acessibilidade.
Objetivo
- Uma plataforma para ativar o discurso e apreciar o ecossistema das artes da dança para deficientes.
- Estabelecer uma base para a padronização e diversidade na dança para deficientes, tanto a nível nacional como internacional.
- Promover debates e apresentar desafios práticos para o discurso público sobre a dança acessível.
- Expandir a visão para transformar o valor e o paradigma das artes da dança acessível.
Conteúdo
- Mudança de paradigma no ecossistema global de dança acessível.
- Tendências globais e políticas de dança acessível no Canadá, Coreia do Sul e Alemanha.
- Estudos de caso da LAND FES do Japão, Indepen-dance da Escócia e Nalitari da Indonésia.
- Histórias de crescimento pessoal de artistas com deficiência, Neil Price, da Escócia, e Marcos Abranches, do Brasil.
Resultados Esperados.
- Apresentar tarefas práticas para discutir e perspectivar questões no campo da dança acessível.
- Aumentar as oportunidades para a revitalização e valorização do ecossistema da dança e da arte acessíveis para pessoas com deficiência.
- Estabelecer bases para a normalização e diversificação da dança acessível, tanto a nível nacional como internacional.

Confira a programação completa no site oficial do KIADA 2023.
https://kiada.co.kr/mainEn.php 

Uma produção Fraga Films.

APOIO:
- 8º KIADA - Korea Internacional Accessible Dance Festival 2023
- Embaixada do Brasil na Coreia do Sul
- Instituto Guimarães Rosa.
Assessoria de imprensa: Carlos Augusto Rodrigues

Este conteúdo foi distribuído pela plataforma SALA DA NOTÍCIA e elaborado/criado pelo Assessor(a):
U | U
U


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://jornalfluminense.com.br/.