24/08/2023 às 10h05min - Atualizada em 28/08/2023 às 00h04min

Conheça 4 iniciativas que trabalham em prol da formação de crianças e jovens em situação de vulnerabilidade

Organizações desenvolvem ações de impacto na área de tecnologia, educação financeira e linguagem estrangeira

JB
Freepik

De acordo com o Anuário Brasileiro de Educação Básica (2021), produzido pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) e Censo Escolar, apenas 5,2% dos jovens de escolas públicas concluem o ensino médio com aprendizado adequado em disciplinas como: português, matemática e conhecimentos complementares. Ainda de acordo com a pesquisa, o Brasil é um dos países que por mais tempo permaneceu com escolas totalmente fechadas durante a pandemia.

 

Com esses reflexos, menos da metade da população brasileira com idade entre 18 e 24 anos consegue entrar na universidade. Diante deste cenário, a solução para fortalecer a educação passa pela criação de iniciativas que promovam a equidade com um olhar integral sobre a população em idade escolar, da Educação Infantil ao Ensino Superior. 

 

Pensando no impacto sobre as crianças e os jovens mais vulneráveis, algumas organizações têm desenvolvido ações, projetos de formação, acompanhamento e capacitação estudantil. Confira abaixo iniciativas que oferecem apoio à educação em diversos setores, como tecnologia, finanças e idiomas:

 

Movimento Tech 2030

O Movtech é uma coalizão brasileira de organizações que movem as alavancas necessárias desde a idade escolar até a formação e empregabilidade na área de tecnologia com foco em gerar um setor tecnológico mais forte e justo, com inclusão e equidade para pessoas de baixa renda e perfil sub-representado.  O Movimento busca acelerar a capacitação na área de tecnologia e atua em três pilares: despertar o interesse pela área ainda na fase escolar; capacitar e oferecer formação para quem tiver interesse na carreira; e fomentar iniciativas que suportem as pessoas na jornada de empregabilidade.

 


A iniciativa de impacto social foca em ensinar programação para mulheres em situação de vulnerabilidade, e trabalha com a oferta de capacitação para meninas a partir de 14 anos, por meio do Conectadas, oferecido em parceria com o Mercado Livre. O programa já formou 1.329 meninas, de 7 países da América Latina, sendo que 72% tinham entre 16 e 18 anos, idade chave para escolher estudos e projetos profissionais. Além disso, 52% eram de escolas públicas e 60% moradoras de cidades que não são capitais. 

 

Instituto XP

O Instituto XP, é uma iniciativa da XP Inc., e tem como objetivo levar educação financeira para 50 milhões de pessoas. Com a missão de “transformar a educação financeira para melhorar a vida das pessoas e construir o Brasil que sonhamos”, a entidade atua focada na realização de programas e projetos que têm como beneficiários finais grupos minorizados, prioritariamente, jovens, estudantes da rede pública de ensino e mulheres. Todos os cursos e projetos são 100% gratuitos a seus beneficiários. 

 

Ebony English
Com intuito de potencializar o ensino de línguas, a escola premium, Ebony English, nasceu com o propósito de mesclar diversidade e tecnologia a partir do ensino da língua inglesa, auxiliando no resgate cultural da população negra ao ensinar um novo idioma com base na história e cultura afro diaspórica. A instituição desenvolve metodologias e dinâmicas para tornar o processo de aprendizado informativo, lecionando com número de alunos reduzido por turma conforme padrão internacional de escolas não massivas.


 

Este conteúdo foi distribuído pela plataforma SALA DA NOTÍCIA e elaborado/criado pelo Assessor(a):
U | U
U


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://jornalfluminense.com.br/.