25/08/2023 às 19h17min - Atualizada em 26/08/2023 às 00h00min

ENGIE conclui mobilização do contrato de gestão da iluminação pública de Curitiba e ajudará a cidade a cumprir as metas de redução de carbono

tecnologia que será utilizada para a iluminação pública contribuirá positivamente para alcançar o objetivo da cidade reduzir, pela metade, a emissão de carbono até 2030

PAULA BATISTA
Prefeitura de Curitiba
Após  mais de 50 dias do início das atividades da ENGIE, empresa líder em energia renovável, em Curitiba (PR),  o Grupo concluiu a mobilização do contrato de gestão da iluminação da capital paranaense, que atua, hoje, com mais de 100  colaboradores, entre diretos e indiretos, 17 veículos , além de um Centro de Operações que garante  o atendimento de cerca de 300 chamados diários. 
Para dar um suporte  eficiente à população, 16 equipes operacionais atuam em três turnos, sete dias por semana, além de fornecer  todos os materiais necessários para o desenvolvimento das atividades. 
O valor dos produtos em estoque, utilizados nas operações, está estimado em R$ 330 mil. A aquisição de mais de 60 mil lâmpadas de LED, por exemplo, vai permitir que novos espaços públicos recebam a moderna iluminação, a partir de outubro.

Transição da iluminação ajudará na redução de carbono
Com foco na descarbonização e ganho de eficiência energética,  a Parceria Público-Privada (PPP) entre a a ENGIE e a Prefeitura de Curitiba, visa a modernização, eficientização, expansão, operação e manutenção da infraestrutura da rede municipal de iluminação pública da capital.  
A contratação já apresenta benefícios significativos para a população e  para o meio ambiente, principalmente porque as atividades iniciaram em um momento bastante importante. 
No último mês de maio, um relatório divulgado pela Organização Meteorológica Mundial (OMM) relata que as temperaturas globais, provavelmente, atingirão níveis recordes nos próximos cinco anos, sendo mais de 1,5ºC acima dos níveis pré-industriais. Há 98% de probabilidade de que seja o período mais quente já registrado.
Para ajudar a combater esse cenário, diversas iniciativas estão sendo implantadas para a redução da temperatura global. Curitiba foi uma das oito cidades brasileiras que confirmaram um ousado compromisso: o de reduzir pela metade a emissão de carbono até 2030. A capital do Paraná faz parte do grupo de 1.049 cidades do mundo que se comprometem de forma mais ousada com a redução de emissão de carbono.
Esses 1.049 municípios e governos locais representam cerca de 722 milhões de pessoas, segundo a C40 Cities, rede global de quase 100 prefeitos das principais cidades do mundo que se uniram para enfrentar a crise climática. 
Além da capital paranaense, o Brasil tem, entre as signatárias, mais sete capitais: Rio de Janeiro, Salvador, Belo Horizonte, São Paulo, Recife, Fortaleza e João Pessoa. Essas cidades têm o compromisso de executar ações coletivas para reduzir a emissão de, pelo menos, 1,4 gigatoneladas de carbono até 2030.

Curitiba e a sua meta sustentável
Os serviços de operação e manutenção do sistema de iluminação pública, promovidos pela ENGIE,  abrangem, aproximadamente, 160 mil pontos cadastrados em logradouros públicos, ruas, praças, parques, jardins e locais cênicos. Iniciada em julho, a PPP irá priorizar a eficiência energética e a utilização de tecnologias avançadas.
De acordo com o diretor de operações da ENGIE Soluções, Marcus Cunha, “a tecnologia que será utilizada para a iluminação pública da cidade contribuirá positivamente para alcançar o objetivo da cidade de reduzir, pela metade, a emissão de carbono até 2030, além de diminuir em 33% o consumo de energia elétrica”, comenta, destacando que um dos focos da parceria firmada é ajudar a cidade a atingir as metas estabelecidas pelos Objetivos Desenvolvimento Sustentável (ODS) definidos pela Organização das Nações Unidas (ONU).
Os ODS são um conjunto de 17 objetivos que visam garantir um futuro sustentável do planeta, por meio de metas e indicadores específicos. 
A  ENGIE é uma empresa comprometida em acelerar a transição energética por meio do consumo reduzido de energia e soluções mais sustentáveis, conciliando performance e responsabilidade socioambiental. Com essa meta em comum com Curitiba, está empenhada ao máximo em entregar um serviço de qualidade, com uma operação plena e funcionando a todo vapor.
 

Este conteúdo foi distribuído pela plataforma SALA DA NOTÍCIA e elaborado/criado pelo Assessor(a):
U | U
U


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://jornalfluminense.com.br/.