22/08/2023 às 16h51min - Atualizada em 23/08/2023 às 00h01min

Dia Nacional de Combate ao Fumo Como e onde parar de fumar

O dia 29 de agosto tem a missão de sensibilizar a população sobre os danos causados pelo tabaco, que mata mais de 400 brasileiros por dia

Nice Castro
divulgação

A Organização Mundial da Saúde (OMS) aponta que o tabaco mata mais de 8 milhões de pessoas por ano, sendo que mais 7 milhões dessas mortes são de fumantes e 1,2 milhão de não-fumantes expostos ao fumo passivo. No Brasil, 443 pessoas morrem a cada dia por causa do tabagismo, de acordo com o Instituto Nacional de Câncer (INCA). Para sensibilizar a população sobre os danos sociais, políticos, econômicos e ambientais causados pelo tabaco, foi estabelecido o 26 de agosto como o Dia Nacional de Combate ao Fumo.

 

Instituída pela Lei nº 7.488/1.986, a data reforça a importância de parar de fumar, sobretudo para a obtenção de qualidade de vida e longevidade. Segundo o Instituto de Efetividade Clínica e Sanitária, quanto às mortes anuais atribuíveis ao tabagismo no Brasil, 37.686 correspondem à Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC); 33.179 às doenças cardíacas; 25.683 a outros cânceres; 24.443 ao câncer de pulmão; 18.620 ao tabagismo passivo e outras causas, 12.201 à pneumonia e 10.041 ao acidente vascular cerebral (AVC).

 

Para quem deseja parar de fumar, o oncologista Carlos Gil Ferreira, diz que o período da síndrome de abstinência é curto e a maioria dos sintomas de desconforto pode ser amenizada a partir de orientações comportamentais e/ou apoio medicamentoso. “Mesmo durante o início do tratamento, já é possível experimentar a diferença na disposição geral, na respiração, no fôlego e na disposição para caminhar”afirma o especialista.

 

O tratamento completo disponível no Sistema Único de Saúde (SUS) envolve métodos que vão desde o aconselhamento até o uso de medicamentos. O tabagista terá acesso a informações, reuniões de apoio, consultas para acompanhamento da saúde e acompanhamento psicológico, se necessário.

As informações sobre os locais de atendimento e horários disponíveis de tratamento podem ser encontradas nas unidades de atenção básica e nos hospitais da rede pública de saúde. O Disque Saúde (número 136) também oferece informações sobre como parar de fumar.

Além do SUS, algumas instituições privadas também oferecem programas de cessação do tabagismo. Um exemplo é o Grupo Oncoclínicas que, com o apoio do Instituto Oncoclínicas, vem conduzindo um amplo programa para pacientes e colaboradores.

Causado pela dependência à nicotina, o tabagismo está na origem de 90% dos casos de câncer de pulmão e os fumantes têm cerca de 20 vezes mais risco de desenvolver a doença", alerta Carlos Gil Ferreira. Somente no Brasil, o Instituto Nacional de Câncer (INCA) estima mais de 28 mil novos casos de tumores pulmonares ao ano.

“O primeiro passo para abandonar o tabagismo é decidir quando será o primeiro dia sem cigarro. A data representa um grande estímulo para dar esse passo. É recomendado o apoio médico para obter os caminhos necessários para um futuro com longevidade, saúde e qualidade de vida”, conclui o oncologista.


Este conteúdo foi distribuído pela plataforma SALA DA NOTÍCIA e elaborado/criado pelo Assessor(a):
U | U
U


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://jornalfluminense.com.br/.