15/08/2023 às 10h55min - Atualizada em 16/08/2023 às 00h04min

O destino dos imigrantes que atravessam a fronteira para os Estados Unidos.

A advogada Ingrid Domingues McConville, com vasta experiência em imigração, explica que as pessoas que chegam legalmente ao país e fazem o ajuste de status, têm mais chances de conseguir a permanência no país.

Samantha di Khali Comunica
Divulgação
De março a maio deste ano, Nova York, Los Angeles, Chicago, Houston e Miami foram, respectivamente, os principais destinos de imigrantes em busca de asilo nos Estados Unidos. Quase 39.000 se estabeleceram na área da cidade de Nova York. 16.331 no condado de Los Angeles; 11.749 no condado de Cook, em Chicago, 11.037 no condado de Harris, onde está Houston e 10.897 para Miami-Dade, onde está Miami.
A maioria dos indivíduos com notificação para comparecer ao tribunal entrou nos EUA pela fronteira sudoeste do país, mesmo os vindos da Rússia e do Uzbequistão. Colômbia, Peru, Equador e Brasil são os principais países da América do Sul.
A pesquisa mostra que os imigrantes se dirigem para as comunidades com as quais têm parentescos. Esta é a razão de 55.668 cubanos se estabelecerem em Miami. No caso dos Russos apenas 806 se estabeleceram em Miami contra 10.385 em Nova York. Os brasileiros estão localizados em Massachusetts e seus casos estão sendo ouvidos por juízes baseados em Boston. Uma boa parte também se dirigiu para Miami, onde é grande a comunidade brasileira.
Segundo a FAIR, aproximadamente 16.8 milhões de ilegais vivem nos Estados Unidos. O que é curioso é que um relatório do “Center for Migration Studies” concluiu que entre 2010 e 2018, os indivíduos que chegaram legalmente no país e ultrapassaram o período de validade dos seus vistos superaram em muito os que chegaram atravessando a fronteira ilegalmente.
Os Estados Unidos concederam residência permanente legal a mais de 740 000 pessoas no exercício de 2021, contra cerca de 1 milhão dois anos antes. Mais de 60 por cento dessas pessoas foram admitidas com base no reagrupamento familiar. Outras categorias incluíram: preferências baseadas no emprego (26 %), refugiados (5%), diversidade (2 %) e asilados (3%). No final de 2022, mais de quatro milhões de requerentes estavam na lista de espera do Departamento de Estado para vistos de imigrantes relacionados com a família e o empregador.
A advogada Ingrid Domingues McConville, com vasta experiência em imigração, explica que as pessoas que chegam legalmente ao país e fazem o ajuste de status, têm mais chances de conseguir a permanência no país. No entanto, desde novembro do ano passado, está suspenso o ajuste de status para pessoas que pretendem aplicar através do visto EB2-NIW, categoria de profissionais com formação avançada ou com habilidades excepcionais. Porém, existem outras possibilidades.
O Ajuste de Status é o instrumento pelo qual imigrantes que estão nos EUA com um visto temporário pedem alteração para um visto permanente (o Green Card). O Ajuste de Status pode ser solicitado juntamente com o Formulário I-140. É também por meio do Ajuste de Status que os solicitantes têm a opção de requerer o Advance Parole, popularmente chamado de combo card, que é uma autorização de viagem e de trabalho, válida durante a pendência do processo imigratório. Também existe a possibilidade de um ajuste de status através de parentesco ou casamento.
Acompanhe a Dra. pela rede social:    https://instagram.com/dmvisalaw?igshid=YmMyMTA2M2Y=
 * Ingrid Domingues-McConville fundou a DM VISA LAW - Domingues McConville, P.A. em 1995.  É membro da Ordem dos Advogados da Flórida desde 1995 e membro do Tribunal Distrital dos Estados Unidos, Distrito Sul da Flórida.  Ingrid obteve seu diploma de graduação em Psicologia pela Universidade de Miami em Coral Gables, Flórida e seu diploma de Direito pela Cleveland-Marshall College of Law em Cleveland, Ohio. Com 28 anos de experiência em Direito de Imigração, Ingrid representou clientes em todo os Estados Unidos e no mundo, tanto em questões de imigração empresarial quanto familiar.  Ajudou empresas e indivíduos a obterem vistos e residência permanente nos Estados Unidos. Ingrid desempenha um papel de liderança significativo na comunidade brasileira no sul da Flórida e em todos os Estados Unidos, fornecendo orientação e aconselhamento jurídicos muito necessários.

 

Este conteúdo foi distribuído pela plataforma SALA DA NOTÍCIA e elaborado/criado pelo Assessor(a):
U | U
U


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://jornalfluminense.com.br/.