26/07/2023 às 10h25min - Atualizada em 30/07/2023 às 00h01min

Inverno é a melhor época do ano para realizar procedimentos na orelha

A Dra. Fernanda Albuquerque comenta sobre as principais cirurgias

Brado Comunicação
Divulgação
O número de pessoas adeptas e interessadas em tratamentos estéticos têm sido cada vez maior, segundo os dados recentes da ISAPS (International Society of Aesthetic Plastic Surgery), que apontam o Brasil como o segundo país que mais faz cirurgias plásticas no mundo. De acordo com a Dra. Fernanda Albuquerque, esse panorama pode ser observado com ainda mais intensidade no inverno, por se tratar de um período em que as pessoas buscam realizar intervenções estéticas com mais frequência, como os procedimentos para correção da orelha.

“Isso acontece, pois as temperaturas mais frias são vantajosas no que diz respeito à cicatrização da pele, além de o inverno também ser uma estação onde há menos exposição solar”, comenta Dra. Fernanda.

O inverno e o recesso do meio de ano também permitem que as pessoas realizem procedimentos menos invasivos e com um rápido tempo de recuperação antes de retomarem às atividades. “Uma dessas intervenções é a Otoplastia Fechada, técnica revolucionária que permite corrigir a orelha de abano no consultório médico, com anestesia local, sem cortes e sem cicatrizes. O processo possibilita uma modelagem da orelha com pontos internos, recriando a curvinha natural da anti-hélice, que muitas vezes está apagada ou ausente”.

Albuquerque ressalta ainda que ao alterar o formato ou a posição das orelhas, a Otoplastia Fechada busca equilibrar as proporções do rosto dos pacientes, trazendo uma harmonia para a face e principalmente, devolvendo a confiança e a autoestima.

Outra opção de cirurgia que pode ser realizada durante essa época do ano é a lobuloplastia, recomendada para quem deseja corrigir o lóbulo de orelha rasgado, ou até mesmo para aqueles que ainda não possuem um rasgo, mas estão com o furo da orelha alargado. “Esse procedimento é feito com anestesia local e dura em torno de 30 a 40 minutos”, diz Dra. Fernanda.

Assim, Albuquerque orienta que todas as pessoas que desejarem realizar qualquer tipo de procedimento em suas orelhas, procurem um médico especialista na área, para que a intervenção seja realizada com todo preparo, técnica e precauções necessárias. “Afinal, somente um profissional referência no tratamento de orelhas poderá entender as reais necessidades do paciente e indicar os tratamentos mais apropriados”.
 
 
Quem é Dra. Fernanda Albuquerque?
Graduada em Medicina pela Universidade Brasil (Fernandópolis-SP), a Dra. Fernanda Albuquerque (CRM/SP 200.004) também possui Residência em Cirurgia Geral pela Santa Casa de Ourinhos (SP) e pós-graduação em Estética Médica Avançada pela Academia Latina-Americana da Face.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://jornalfluminense.com.br/.