06/06/2023 às 20h47min - Atualizada em 23/06/2023 às 00h04min

Parkside desenvolve obra de Light Wood Framing mais alta da América Latina

Na semana Mundial do Meio Ambiente, sócios lembram que metodologia que utiliza madeira pode tornar construção civil mais sustentável

SALA DA NOTÍCIA BMomm Comunicação

Parkside desenvolve obra de Light Wood Framing mais alta da América Latina

Na semana Mundial do Meio Ambiente, sócios lembram que metodologia que utiliza madeira pode tornar construção civil mais sustentável

 

Na Semana Mundial do Meio Ambiente, cabe lembrar que desenvolvimento com sustentabilidade é possível. Na construção, por exemplo, moradias mais sustentáveis possibilitam uma série de benefícios para os moradores, para a comunidade e para o ecossistema como um todo, como maximização da eficiência energética, conservação de recursos e melhoria da qualidade do ar por meio da redução de emissões de gases poluentes, que causam o efeito estufa. Dessa forma, a saúde e o bem-estar dos habitantes também é maximizado. Pensando nisso, a Parkside desenvolve a obra de Light Wood Framing mais alta da América Latina, com empreendimento no território catarinense.

Com 20 metros de altura, a obra de Light Wood Framing possui um conceito de living house diferenciado e está sendo desenvolvida no bairro Carvoeira, no município de Florianópolis, capital catarinense.

Entre 40% e 60% dos resíduos em centros urbanos são gerados pela construção civil, que é a indústria que mais gera resíduos em cidades. Com o método, esse indicador cai de forma expressiva, segundo o sócio Alexandre Muller. Uma obra comum, por exemplo, emite 53% mais CO2 do que uma de Light Wood Framing.

– Obras com o método construtivo Wood Frame geram 85% menos resíduos que métodos tradicionais. Por isso, acreditamos que as vantagens para maior sustentabilidade contemplam a menor geração de resíduos e de gases poluentes – reforça Muller.

Outro benefício citado pelo sócio Felipe da Paz é a diminuição no gasto de água possibilitado por essa metodologia, cuja inspiração veio da Califórnia, onde da Paz e Muller moraram.

–  O consumo de água pode diminuir em até 90%, na comparação com uma construção tradicional, o que torna o método ainda mais promissor economicamente e ainda possibilita diminuição de impactos ao meio ambiente em um setor de extrema importância, que promove o desenvolvimento dos municípios – completa da Paz.

Light Wood Framing

Tendência na construção civil dos últimos anos, o método Light Wood Framing consiste na construção de casas e prédios usando placas e perfis de madeira. O processo passou a ser desenvolvido nos Estados Unidos no século XIX e, após a popularização de clientes americanos, chegou a outras localidades, incluindo Canadá, Europa e Brasil. Por aqui, ainda não é tão comum, mas suas vantagens já começaram a ser percebidas, como sustentabilidade, economia, conforto térmico e menor prazo de entrega.

O Light Wood Framing é um sistema de construção sustentável e energeticamente eficiente, com utilização de madeiras como eucalipto ou pinus. Pilares horizontais de madeira sustentam a construção, com peças horizontais para janelas e outros suportes para pavimentos superiores ao térreo. Para melhorar a vedação, chapas de revestimento de barroteamento, feitas de OSB (Oriented Strand Board), ajudam a evitar infiltrações.

Sobre a Parkside

A Parkside é uma empresa de moradia urbana moderna, criada com o objetivo de desenvolver empreendimentos de qualidade, com inovação e sustentabilidade. O objetivo da empresa é atingir R$1 bilhão de VGV lançado até 2027.

Ao todo, a companhia conta com dois empreendimentos finalizados, ambos na capital catarinense, um em Cacupé e outro, o Sapiens, na Cachoeira do Bom Jesus. A Tecverde é a empresa responsável pelo sistema construtivo, sendo pioneira neste método na América Latina.

Além disso, o edifício residencial mais alto em Light Wood Framing da América Latina está em construção, no bairro Carvoeira. Neste ano a empresa fará 3 novos lançamentos totalizando mais de 200 unidades e R$60 milhões em VGV.

Até o momento, o valor geral de vendas de todas as unidades já totalizou R$33 milhões, com 45 unidades habitacionais em operação e 67 investidores.

Acompanhe o processo de construção na página da Parkside no Youtube.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://jornalfluminense.com.br/.