22/06/2023 às 13h42min - Atualizada em 23/06/2023 às 00h03min

De volta às raízes: 'Salvando o Folclore' chega ao Teatro Bibi Ferreira em uma temporada imperdível

Drama cheio de magia e mistério traz lendas brasileiras ao palco, enquanto o Grupo Teatral O Fi’los ressalta sua independência artística e horário tradicional de domingo

SALA DA NOTÍCIA Carlos Augusto Rodrigues Arruda
O Teatro Bibi Ferreira, em São Paulo, recebe de 02 de julho a 28 de agosto, aos domingos às 11h00, a peça infantil "Salvando o Folclore", do Grupo Teatral O Fi’los. Escrita e dirigida por Alexandre Battel, com colaboração dramatúrgica de Bruno Gambini, a peça é uma história emocionante que promove o resgate das lendas do folclore brasileiro e destaca a importância de acreditar na magia que existe em cada um de nós.

A trama gira em torno de Guaraci, um boi bumbá que desconhece sua verdadeira identidade e é filho do Boto Cor de Rosa. Ao longo da história, os personagens do folclore perdem a magia que carregam, como o pé do Curupira que se vira para frente, a Cuca que perde o caldeirão, o Lobisomem que perde os pelos e Guaraci, que perde a crença em si mesmo como ser folclórico. Outros personagens, como Matinta Pereira e Vitória Régia, também se juntam à trama para ajudar a salvar o folclore.

A peça é repleta de suspense, truques de mágica e músicas, e é uma opção de entretenimento para toda a família. Para Alexandre Battel, o verdadeiro destaque é o compromisso do Grupo Teatral O Fi’los em continuar fazendo teatro de forma independente, sem incentivo de liberdades de leis e com total criatividade.

"Acredito que o teatro independente e criativo é a verdadeira essência da arte teatral. O compromisso do nosso grupo é fazer teatro sem amarras, sem depender de incentivos fiscais ou de qualquer outra fonte externa que possa interferir em nossa liberdade artística. Nossa garra é movida pela paixão pela arte e pelo desejo de explorar novos horizontes. Com essa peça, queremos resgatar o mágico que há em cada um de nós. Queremos inspirar o público a se reconectar com a sua essência criativa e perceber a magia que existe em cada momento da vida. Acreditamos que, por meio do teatro, podemos tocar os corações das pessoas e transformar suas vidas. E é com essa atração que seguimos em frente, em busca de novas formas de surpreender e emocionar o nosso público", afirma Battel.

O teatro no domingo é uma tradição importante, pois proporciona um momento de diversão para as famílias e permite que elas aproveitem o restante do dia juntas, desfrutando de momentos especiais. "Em 'Salvando o Folclore', buscamos trazer à tona a essência das lendas brasileiras. O coletivo mergulhou nessas lendas por meio de uma pesquisa teórica e prática. Inclusive, uma de nossas atrizes teve a oportunidade de vivenciar a magia da floresta ao visitar a tribo indígena Guyrapaju e, pela primeira vez, também contamos com um preparador de elenco, nosso amigo e diretor de teatro, Edson Araújo Lima, que ministrou workshops com o objetivo de aprofundar os dramas dos personagens e o processo artístico de criação de cada papel para os atores", conta Battel.

"Salvando o folclore" é uma peça que encanta e emociona, ao resgatar a importância das lendas e seres mágicos do folclore brasileiro. Vale a pena conferir!

Sobre o Grupo O Fi'los
Em meados de 2005, algumas pessoas da comunidade de Vila Santa Isabel e arredores, localizadas na zona leste de São Paulo, criaram interesse em aulas de teatro, mas não tinham condições financeiras para participar. Como resultado, surgiu um projeto para oferecer ensino teórico e prático de teatro à comunidade. Após um semestre, o grupo estava fortalecido o suficiente para realizar apresentações públicas. O objetivo das aulas era proporcionar aos participantes o aprendizado de teoria e técnicas teatrais, que muitas vezes são de difícil acesso devido a obstáculos como falta de compromisso com a cultura. Com base nesses fundamentos, foi fundado pelo Grupo O Fi'los, com o propósito de usar a arte para esclarecer e contribuir para o crescimento intelectual da população, tornando-a mais ativa na sociedade. Para mais informações, acesse nosso site (grupoofilos.com.br) e siga-nos no Instagram (@teatro.ofilos).


Ficha técnica
Elenco
Alexandre Batel: Muras
Bruno Gambini: Guaraci
Danilo Rodrigues: Lobisomem
Érica Carvalho: Matinta Pereira
Guilherme Franco: Negrinho do Pastoreio
Ingrid Bryan: Vitória Régia
Niz Souza: Cuca
Patrick Cajaíba: Curupira
Texto: Alexandre Battel e Bruno Gambini. Direção Geral: Alexandre Battel. Expressão corporal: Bruno Gambini. Coreografias: Alexandre Battel e Bruno Gambini. Músicas: Alexandre Battel. Melodias: Luís Lima. Figurino: Ateliê Valerie (Instagram: @atelievalerie). Cenário: Danilo Rodrigues e Patrick Cajaíba. Contrarregra: Matheus Tesser. Sonoplastia e Iluminação: Thiago Melo. Assessoria de imprensa: Bruno Gambini e Carlos Augusto Rodrigues
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://jornalfluminense.com.br/.