15/03/2023 às 14h34min - Atualizada em 18/03/2023 às 00h01min

Governo do Distrito Federal e CMEC assinam protocolo de cooperação para estímulo ao empreendedorismo feminino na Capital

Durante evento realizado pelo Conselho Nacional da Mulher Empreendedora e da Cultura (CMEC) da CACB, em parceria com a secretaria da Mulher, empresárias do DF se reuniram para a assinatura do termo

SALA DA NOTÍCIA Divulgação
O governo do Distrito Federal assinou o protocolo de acordo de cooperação “Qualifica Mulher”, na noite desta terça-feira (14), com o objetivo de unir forças para capacitar, dar acesso ao crédito e até discutir a criação de um Refis para a renegociação de dívidas das empreendedoras do DF. O acontecimento ocorreu durante o evento “Mentalidade Empreendedora da Mulher”, realizado pelo Conselho Nacional da Mulher Empreendedora e da Cultura (CMEC), da Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil (CACB), em parceria com a secretaria da Mulher do DF.

Estiveram presentes ao evento a deputada distrital Paula Belmonte (Cidadania-DF), a deputada federal Bia Kicis (PL-DF), a secretária de estado da Mulher do DF, Giselle Ferreira, a presidente do CMEC, Ana Claudia Badra Cotait, a superintendente do Sebrae-DF, Rosemary Rainha, o presidente do Sebrae Nacional, Carlos Melles, e o presidente da CACB, Alfredo Cotait. 

Durante o encontro, a presidente do CMEC agradeceu as presenças e empossou cinco representantes do Conselho em Regiões Administrativas do DF. Durante sua fala, ela destacou que o projeto assinado é uma ação necessária e inovadora que vai transformar o cenário do empreendedorismo do DF. “Estamos conseguindo realmente desenvolver esse projeto e atingir o Brasil, que é nosso intuito. Esse protocolo de intenções, e todas as ações que vamos começar, vão capilarizar, fortalecer, qualificar e ajudar a mulher a crescer”, defendeu Ana Claudia Badra Cotait. 

A secretária da Mulher, Giselle Ferreira, lembrou da triste realidade do Brasil que assassina mulheres “por serem mulheres”, em referência aos 9 casos de feminicídio registrados em 2023 no DF. Para ela, o fomento ao empreendedorismo é uma das principais formas de se combater essa realidade. “Nós só vamos mudar com empreendedorismo e capacitação”, disse. 

Em coro com a mesa, a superintendente do Sebrae-DF, Rosemary Rainha, colocou a instituição à disposição para a ampliação de projetos e parcerias. “O Sebrae está ao lado de vocês, ao lado do CMEC, e vamos fazer o que for possível no DF”. O presidente do Sebrae Nacional, Carlos Melles, confirmou o apoio à causa. “Não há trabalho mais realizador do que incluir as pessoas na sociedade. Honrar o nome, mas, sobretudo, o sobrenome. Estamos fazendo o Sebrae que o Brasil precisa”, afirmou.

A deputada distrital Paula Belmonte (Cidadania-DF) destacou a importância do pensamento empreendedor desde a educação. “Esse convênio vai trazer oportunidade para mulheres terem esse pensamento empreendedor na nossa casa, passando para nossos filhos, e transformando a realidade”, destacou. A deputada Federal, Bia Kicis, reforçou sua persistência na luta pela causa feminina. “Temos muitos obstáculos para serem superados, mas nós não iremos desistir. Nós somos essa força ao lado de vocês”, brandou. 

O presidente da CACB, Alfredo Cotait, durante sua fala de abertura, destacou o trabalho realizado pelo CMEC e posicionou a importância do empreendedorismo feminino na criação de um Brasil melhor. “É muito importante que a gente estimule essas mulheres a crescerem, buscarem a ampliação dos seus negócios e terem sua liberdade financeira garantida. Isso, inclusive, pode ajudá-las a fugir de situações de vulnerabilidade”, apontou Cotait.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://jornalfluminense.com.br/.