MP denunciou mãe e avó de Hallan por abandono de incapaz; garoto caiu do segundo andar

2 leitura mínima
MP denunciou mãe e avó de Hallan por abandono de incapaz; garoto caiu do segundo andar

O Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) denunciou Jéssica Silva Ramos e Marise Alves da Silva, mãe e avó de Hallan Luiz Silva Ramos Ventura, respectivamente, por abandono de incapaz. A pena é de quatro a 12 anos de prisão

O garoto de 7 anos de idade morreu ao cair do segundo andar de um prédio no Andaraí, zona Norte do Rio, em fevereiro de 2023. A 3ª Promotoria de Justiça de Investigação Penal Territorial da área Méier e Tijuca fez a denúncia na última quinta-feira (20).

A mãe de Hallan saiu de casa para fazer um passeio de barco no dia do acidente, no em Ilha Grande, na Costa Verde do estado. Por volta das 5h30 ela deixou o garoto e seus dois irmãos Luis Octávio Silva Ramos, de 4 anos, e Davi Luis Silva Ramos Ventura, de 8, sozinhos no apartamento em que moravam, de acordo com a denúncia.

Pouco depois, um primo de Jéssica passou no local e levou Luis Octávio para a casa da madrinha, e deixou os outros dois menores sozinhos no local. Por volta das 8 horas, a mãe de Jéssica, Marise Alves da Silva, chegou ao apartamento.

A avó de Hallan deixou o apartamento por volta das 10 horas, sozinha. O pai das crianças, Stephan Ventura, teria se comprometido a pegá-las nesse horário, mas teve um imprevisto e não sabia que estavam sozinhas, segundo depoimento prestado à Polícia Civil.

Segundo as investigações, o menino tentou atravessar de um cômodo para outro pela janela, se desequilibrou e caiu. O Corpo de Bombeiros chegou a ser acionado, mas a criança morreu antes de receber socorro.

O MPRJ também solicitou medida cautelar que proíbe as denunciadas de manterem contato com Luis Octávio e Davi.

A CNN não conseguiu encontrar as defesas dos acusados.

*Com informações de Rachel Amorim