Caso Porsche: Fernando Sastre Filho será ouvido por videoconferência em primeira audiência sobre acidente

2 leitura mínima
Caso Porsche: Fernando Sastre Filho será ouvido por videoconferência em primeira audiência sobre acidente

O presidiário Fernando Sastre de Andrade Filho, que está preventivamente preso por ser o responsável pelo acidente que matou o motorista de aplicativo Ornaldo Viana em março deste ano, será ouvido por videoconferência na primeira audiência do caso, marcada para esta sexta-feira (28).

A audiência está prevista para começar por volta das 13h30 e inicialmente ouvirá Marcus Vinícius, amigo de Fernando, que ficou gravemente ferido e precisou passar por uma cirurgia após o acidente.

Juliana de Toledo Simões, namorada do acusado, deve ser ouvida na sequência. Em um primeiro depoimento à polícia, Juliana relatou que havia brigado com Fernando devido aos seus gastos excessivos. Posteriormente, a defesa de Juliana entregou ao Ministério Público um vídeo em que Fernando aparece conversando com ela com a voz embargada.

Fontes ouvidas pela CNN confirmaram que a audiência acontecerá na modalidade mista, sendo que as testemunhas comparecerão ao Fórum Criminal da Barra Funda, enquanto Sastre será ouvido por vídeo da Penitenciária Tremembé II, onde está preso desde 6 de maio.

Relembre o caso

Fernando Sastre Filho, de 24 anos, dirigia um Porsche, por volta das 2h30 do dia 31 de março, quando atingiu a traseira de um Renault Sandero do motorista de aplicativo Ornaldo da Silva Viana, de 52 anos.

O veículo de luxo era conduzido a 156km/h. O acidente aconteceu na Avenida Salim Farah Maluf, na zona leste, cuja velocidade máxima permitida na via é de 50 km/h.

O dono do Porsche deixou o local do acidente na companhia da mãe, que disse aos policiais que levaria o filho a um hospital devido a um suposto ferimento que ele havia tido na região da boca. Ele não foi encontrado pelos policiais no local indicado.