Após perseguição em estacionamento de mercado, polícia apreende 200 kg de cocaína em SP

3 leitura mínima
Após perseguição em estacionamento de mercado, polícia apreende 200 kg de cocaína em SP

A polícia civil de São Paulo apreendeu na noite da última terça-feira (18) 200 quilos de cocaína após uma perseguição dentro do estacionamento de um supermercado na zona oeste da capital paulista. Uma pessoa foi presa durante a operação.

De acordo com informações da Secretaria de Segurança Pública (SSP), a ação foi conduzida por policiais da 6ª Delegacia Patrimônio, do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic), que investigavam uma célula responsável pelo abastecimento de drogas na região central de São Paulo.

A investigação indicou que os suspeitos utilizavam dois veículos, um Renault Duster e um Jeep Renegade, para a distribuição de drogas, realizando as entregas no estacionamento do supermercado. Na noite de ontem, após identificarem os veículos, os policiais acompanharam a movimentação até o estacionamento.

Polícia apreende 200 quilos de cocaína em SP / Divulgação / Polícia Civil

A perseguição e prisão

Ao chegarem ao local, os policiais avistaram um terceiro carro, um Renault Kwid, que parou ao lado dos outros dois veículos. O suspeito deste terceiro carro começou a transferir malas com tijolos de cocaína do Kwid para a Duster.

Percebendo a presença policial, os suspeitos decidiram tentar fugir pelo estacionamento. O condutor do Renegade acelerou em direção aos policiais na tentativa de atropelá-los e conseguiu escapar em alta velocidade, informou a polícia civil.

O motorista da Duster também tentou fugir, mas atropelou o condutor do Kwid e depois colidiu com uma coluna do estacionamento. Os suspeitos fugiram a pé, complementou o órgão.

Rodolfo Santana Ferreira Brito, que estava no Kwid e foi atropelado pela Duster durante a fuga, foi preso no local. Ele seria o responsável pelo carregamento de drogas e responderá por tráfico de drogas e associação para o tráfico.

A polícia continua as investigações para identificar os outros envolvidos na operação de entrega da cocaína.

“Foi coisa de cinema”

A CNN esteve no local da ocorrência na tarde desta quarta-feira (19) e conversou com testemunhas. Funcionários do supermercado e da empresa que presta serviços no estacionamento preferiram não se identificar.

“A polícia chegou a perseguir o carro dos traficantes na rampa do estacionamento. Parecia uma cena de filme”, disse uma das testemunhas.

Os policiais optaram por não utilizar suas armas, visando evitar riscos aos frequentadores do local, segundo a assessoria de imprensa do Deic. As investigações prosseguem para identificar os outros membros da quadrilha envolvidos na entrega da cocaína.